‘I’m only human’ ♪

Sério, tô in love por essa música, por esse clipe, pela Christina… 

Humana

Posso segurar meu fôlego
Posso morder minha língua
Posso ficar acordada por dias
Se isso é o que você quer
Ser a sua número um

Posso fingir um sorriso
Posso forçar uma risada
Posso dançar e interpretar o papel
Se é isso que você me pede
Te dar tudo que sou

Posso fazer isso
Posso fazer isso
Posso fazer isso

Mas sou apenas humana
E eu sangro quando caio
Sou apenas humana
E eu me arrebento e me desmonto
Suas palavras na minha cabeça, facas em meu coração
Você me bota lá em cima e depois eu caio aos pedaços
Pois sou apenas humana

Posso ligar
Ser uma máquina boa
Posso segurar o peso de mundos
Se é isso que você precisa
Ser seu tudo

Posso fazer isso
Posso fazer isso
Eu superarei

Mas sou apenas humana
E eu sangro quando caio
Sou apenas humana
E eu me arrebento e me desmonto
Suas palavras na minha cabeças, facas em meu coração
Você me bota lá em cima e depois eu caio aos pedaços
Pois sou apenas humana

Sou apenas humana
Sou apenas humana
Apena uma pequena humana

Eu só posso aguentar um tanto
Até ficar de saco cheio

Pois sou apenas humana
E eu sangro quando caio
Sou apenas humana
E eu me arrebento e me desmonto
Suas palavras na minha cabeças, facas em meu coração
Você me bota lá em cima e depois eu caio aos pedaços
Pois sou apenas humana

Anúncios

‘Like a Cannonball’ ♫

Bala de Canhão 

Uma coisa de cada vez
Uma coisa de cada vez
Uma coisa de cada vez
Eu estava morrendo de medo que eu estava enlouquecendo
Uma coisa de cada vez
Eu não conseguia fechar os olhos
Eu ficava andando a noite toda
Acho que encontrei a luz no fim do túnel
Eu não conseguia encontrar a verdade
Eu estava me afundando
Mas não vou me esconder
Preciso sair, preciso sair
Preciso sair, preciso sair
Sozinha por dentro e acendo o pavio
Acende agora, acende agora, acende agora
E agora vou começar a viver hoje
Hoje, hoje, vou fechar a porta
Eu tenho esse novo começo e vou voar
Vou voar como uma bala de canhão
Como uma bala de canhão
Como uma bala de canhão
Vou voar, vou voar, vou voar como uma bala de canhão
Liberdade
Deixei o medo de lado e a paz veio rapidinho
Liberdade
Eu estava na escuridão e depois ela me atingiu
Eu escolhi o sofrimento e a dor na chuva que caía
Eu sei que preciso sair para o mundo novamente
Mas não vou me esconder
Preciso sair, preciso sair
Preciso sair, preciso sair
Sozinha por dentro e acendo o pavio
Acende agora, acende agora, acende agora
E agora vou começar a viver hoje
Hoje, hoje vou fechar a porta
Eu tenho esse novo começo e vou voar
Vou voar como uma bala de canhão
Como uma bala de canhão
Como uma bala de canhão
Vou voar, vou voar, vou voar como uma bala de canhão
Uma coisa de cada vez
Eu estava morrendo de medo que eu estava enlouquecendo
Uma coisa de cada vez
Preciso sair para o mundo novamente
E agora vou começar a viver hoje
Hoje, hoje vou fechar a porta
Eu tenho esse novo começo e vou voar
Vou voar como uma bala de canhão
Como uma bala de canhão
Como uma bala de canhão
Vou voar, vou voar, vou voar como uma bala de canhão
Como uma bala de canhão
Como uma bala de canhão
Vou voar, vou voar, vou voar como uma bala de canhão

Ambigrama, você conhece?

ambigrama2

Quando li uma parte do livro Anjos e Demônios, uma coisa que me interessou muito foi o desenho de um ambigrama de quatro palavras, como do desenho abaixo.

ambigrama

Ambigramas foram muito usados, e segundo dizem “nasceu” na época dos Illuminatti. São palavras que lidas de de um lado tem um significado e se giradas em 180º podem ter o mesmo ou até outro significado. No caso que citei do livro, são quatro palavras, o que deixa tudo em nível, tipo super difícil. Mas são desenhos muito bonitos, pelo menos eu acho.

Eu gosto tanto que uns 3 ou 4 anos atrás eu procurei e achei um site que cria ambigramas pra você. E agora eu me lembrei dele, porque a minha mãe me pediu para fazer ambigramas com o meu nome e dos meus irmãos que ela vai tatuar, sob minha influência, claro. 😉

O site em questão é o flipscript e é muito legal, além de ser super fácil de mexer, mas claro que não é de graça. Tipo, você pode entrar lá e criar o ambigrama, mas não da pra baixar ou imprimir, porque ele sai todo, com coisas escritas em cima… Mas nada que um PrtSc SysRq e colar no paint não ajude…

Fica realmente bom se você tiver muita paciência e tirar todos os escritos de cima.. 🙂 E abaixo como ficou o desenho da futura tatuagem da minha mãe… Conseguem identificar os quatro nomes ai? 😀

ambigrama

Azul é a cor mais quente. Verdadeiro, tenso e intenso!

azuleacormaisquente_2

Quando penso no filmaço que assisti ontem são essas as únicas coisas que me vem à cabeça. Sério mesmo.

E olha que eu ficar sem palavras é muito difícil!

Então, eu diria que o que eu mais gostei no filme foi esse clima de realidade, de verdade. Os atores são muito bons, pra não dizer ótimos, e se entregaram à história, sem frescuras, sem pudores, sem mimimi, fazendo agente acreditar em cada coisa e cada sentimento que se passava dentro deles. Aah Bruna, mas por que “tenso e intenso”? Éééé, bem… você ja assistiu o filme? 

Se não, recomendo que assista sozinha(o), ou com algum amigo ou namorado que tenha muito mente aberta. As cenas de sexo são explícitas, quase pornográficas, o que pode deixar algumas pessoas constrangidas ou com preconceito do filme e da história. Mas são essas pequenas coisas que me fazem gostar mais de um filme que não seja americano, com atores desconhecidos (ao menos pra mim), sem ataques de estrelismo – de eu não faço isso eu não faço aquilo – o trabalho dos atores é se entregar e fazer agente acreditar no que estão mostrando.

O filme mostra a história de Adèle, uma jovem de 17 que se apaixona por Emma, a garota do cabelo azul (do título do filme). O romance das duas é super bonitinho, até que… algumas coisas acontecem. E faz com que as duas se separem e vivam cada uma no seu canto…

Agora, não querendo defender a Adèle nem nada, mas quando ela errou (ok, errou feio, eu sei), a Emma fez o que fez, expulsou ela de casa, e não quis nem papo, mas até agora tenho na cabeça que ela também teve uma ‘recaída’ com a Lise, a ex, no aniversário da Emma enquanto a Adèle trabalhava era com a Lise que a Emma estava. E sim, eu queria que elas ficassem juntas de novo, até quando se encontraram na lanchonete, achei que voltariam, mas não 😥

Mas sério, eu devo ter alguma coisa de errada, porque alguma coisa faz com que eu tenha uma queda pelos fracos, oprimidos, pessoas que erram, mesmo que sem querer e isso prejudica a sua vida. Tipo no filme O lugar onde tudo termina, eu fiquei com muita pena do ‘bandido’… E isso mexeu comigo por váááários dias, não conseguia tirar da cabeça tudo o que tinha acontecido, não conseguia dormir nem pensar em outra coisa, assim como tenho certeza que será com Azul é a cor mais quente. E no final eu tive a impressão de que Adèle cometeria suicídio, ainda bem que não aconteceu, sempre há possibilidade de uma continuaçãozinha embora isso não esteja previsto. 😦

É um filme que nos faz refletir e mostra muito daquilo tudo que se passa com agente quando se é novo e não nos conhecemos direito ainda. Todas as descobertas, e todas as tentativas que geram as descobertas. E quantas pessoas, assim como Adèle não tem que passar por todas essas descobertas sozinhas, porque os amigos são preconceituosos demais para te apoiar? Deve ser uma situação horrível.

auzl cor

Enfim, é um filme lindo e incrível.

Voltei, aêêê :)

379369_124834807694370_2125686346_n_large

Sim, fazia tempo que eu não aparecia por aqui, mas simplesmente tive vontade de voltar.

E foi isso que eu fiz.

Virou o ano, mudei o layout do blog, o nome,é meu último ano na faculdade, e bora la que o ano recém começou.

Em 2014 não tenho muitas metas, aliás, não sou o tipo de pessoa que faz metas. Quem sabe é isso que eu preciso na minha vida, talvez eu tente, quem sabe?!

Mas se tem uma coisa que eu quero fazer é conseguir é dar continuidade ao blog, (ah e aprender e criar coragem para fazer algumas coisas que eu não consegui realizar em 2013, mas isso é assunto pra outra hora) e dar o máximo de mim, por isso que o blog agora está com esse nome. Porque agora, digamos que ele vai ser “uma extensão de mim”. Ou pelo menos tentarei 😉

Enfim, passei agora apenas para dar um ooie e dizer que nos veremos em breve, essa semana ainda se der tempo.

Tchaau!!

#RIPCoryMonteith

Ok, estou triste, muito triste.

Hoje pela manhã quando entrei no facebook, alguém tinha postado alguma coisa sobre o Cory ter morrido, aí eu pensei, tá mais um idiota dizendo que alguém famoso morreu para aparecer. Acessei o site do gleekbrasil e eis que me veio forte como um tapa: CORY MONTEITH esta MESMO MORTO.

Aí sabe aquele sentimento horrível? Então, assim eu me senti, lógico, minha vida não vai acabar por causa da morte dele, mas eu fiquei muito triste, porque poxa, e agora o que será de Glee? E Finchel? OMG isso não podia estar acontecendo!! Mas estava, esta.

O que eu senti, foi bastante parecido com o que eu senti no dia da morte do Chorão do Charlie Brown Jr., e eu inclusive achei que a morte dos dois foi bem parecida. Porque convenhamos, provavelmente o Cory morreu de overdose, provavelmente, não podemos dizer nada com certeza ainda, mas ambos ( Cory e Chorão) são/eram super conhecidos, famosos, ótimos músicos, tinham problemas com drogas, e ambos foram encontrados mortos em um hotel/apartamento.

Com certeza esse sentimento um dia melhora, mas não passa. Apenas fico pensando em como deve estar sendo difícil para a família do Cory, mas para a Lea talvez ainda mais. Porque quando o Cory foi internado, eu me lembro de ter lido uma reportagem que dizia que a família e amigos da Lea eram contra o namoro, mas ela amava tanto o Cory que superou esse obstáculo junto com ele, independentemente do que os amigos dela diziam. Então força Lea, estamos todos com você, e Cory descanse em paz.

Boa semana.